+MISTURADO

+Misturado Disco vencedor do Grammy Latino 2017
Melhor Disco de Samba/Pagode
FACEBOOK
INSTAGRAM
TWITTER
DEEZER
ITUNES
SPOTIFY
BANDSINTOWN
© 2018 Mart'nália.
Todos os direitos reservados.
Design by graphiarium
Não Tente Compreender | Foto: Eny Miranda

NÃO TENTE COMPREENDER

2012

Sobre o Álbum

O álbum Não Tente Compreender, é a ilustração que Mart’nália faz de sua cidade amada, o Rio de Janeiro.

Filha de um dos maiores sambistas brasileiros, essa mulher ousada e irreverente, cresceu em meio as rodas de samba e foi lá que descobriu sua paixão pela música. Nas décadas de 80 e 90 ela lançou um disco que considerava não um grande trabalho, mas sim uma simples brincadeira. Porém depois de 10 anos a artista fez um álbum que realmente era a sua estreia para os palcos e para o mundo. Martinho da Vila diz: Que cantora!… O seu canto é doce, negro, suingado e o seu timbre é especial, e é desta maneira que distinguimos esta cantora valiosa e cheia talento.

Neste trabalho Mart´nália deixa de lado a cuíca e o cavaquinho e embarca em uma poesia diferente. Com um disco pop e com arranjos modernos, dirigido e produzido por Djavan, ela apresenta 10 músicas com um time de autores de primeira grandeza, como: Caetano Veloso, Gilberto Gil, Marisa Monte, Nando Reis, Adriana Calcanhoto, Lula Queiroga, Martinho da Vila e Paulinho Moska entre outros.

A mistura Mart’nália e Djavan, resultou em um disco cheio de swing e recheado de sucessos.

Direção:Djavan
Data de Lançamento: 12/04/2012
Mídia: CD
Gravadora: Biscoito Fino

Letras

01 Namora Comigo

Hoje eu estou sozinha
Você está na minha
Não adianta se esconder
Já não tem mais jeito
Tudo está perfeito
Agora é só eu e você
Juntos na mesma estrada
Atravessando a madrugada
Pra ver o sol nascer
E em nossa aurora perceber
A delícia de viver
Tudo que a gente sempre quis
Olhar nos olhos de alguém
E conseguir dizer:
Estou feliz!

Estou feliz!
Estou feliz!

Fica comigo
Namora comigo
Casa comigo
Viva comigo até o fim
Porque sou seu abrigo
Não tem mais perigo
Fica comigo
Namora comigo até o fim

Autoria: Paulinho Moska
Editora: Casulo (Sony Music)

Partitura

02 Surpresa

Surpresa… nada de ligar pra marcar
Surpresa… margem pra improviser

Pra sentir, pra tocar
E mesmo que eu não tenha nem o que falar
Já me basta a alegria de cantar
Dividir pra rimar
Poesia, emoção, numa só canção
To na praia a melodia vem e entra
Como uma onda em movimento de amor
Sem perder o compasso e o tempo
Seja com quem for
Só ouço o som de um instrument
E voa pra qualquer lugar
Pra dançar, distrair, deschavar

Surpresa… nada de ligar pra marcar
Surpresa… margem pra improviser

E não tem nem meia dúvida,
Vivo do calor da música
E do resto que sobrar, se sobrar

Surpresa… nada de ligar pra marcar
Surpresa… margem pra improviser

Sou feliz dessa maneira
Devagar de brincadeira

Pra sentir, pra tocar
E mesmo que eu não tenha mas o que falar
Já me basta a alegria de cantarolar
Dividir pra rimar
Poesia, emoção, de noite
Ta em casa a melodia vem e chega
Numa onda em movimento de amor
Sem perder o compasso e o tempo
Seja como for
Só ouço o som de um instrumento
E leva pra qualquer lugar
Pra dançar, distrair, deschavar

Surpresa… nada de ligar pra marcar
Surpresa… margem pra improvisar

Autoria: Arthur Maia / Mart'nália
Editora: NossaMúsica / Gegê Edições Musicais (Brasil e América do Sul)/Preta Music (Resto do Mundo)

Partitura

03 Daquele Jeito

Neste dia aberto
De pé eu acho graça e canto
Até aonde os sons do mundo vão
Por um tanto eterno
Pelo chão por uma flor para vc
Pelo que for é a mesma dor
Que a tarde eterna enterra dobra e não passa
As horas não me erram mais
Quanto tempo faz
Que eu vou rouco e louco pelo som
E todo mundo sabe que o bom
Pra todo louco deve ser e é
Sempre daquele jeito né

Que tá que tá
Ta quase como
Mas se não é ou pode ser
Enquanto você não vem
Eu vou um pouco além
E quase caio
No fundo solto todo torto chão
E o teto não se vê
Enquanto bate outra vez
Sem entender
Como que o tempo sempre corre
Sempre está e quase estou
Mas quando você chamar eu vou

Autoria: André Carvalho
Editora: Levantador Baile Composição Musical e exploração de Marcas (UBC)

Partitura

04 Depois Cura

Vai doer
Vai deixar um buraco no peito
Seu adeus me pegou de mal jeito
Vai ter sombra na escuridão
Vai sofrer
Como tem que sofrer quem amou
E da noite pro dia acordou
No oco da solidão

Mas então
Eu vou aprender pouco a pouco
Amar é remédio de louco
Pra recuperar a razão
Um novo momento virá de surpresa
E vai acabar com a tristeza toda
Que mora no meu coração

Vai doer, segura
Vai sofrer, mas depois cura

Vai doer
Vai quebrar a vidraça do sonho
Um estrago que não tem tamanho
É estranho ficar sem você
Vai sofrer
Porque tudo caiu no vazio
O meu raio de sol ficou frio
Minha lágrima deixa correr

Mas depois
Um dia eu acordo pra vida
Amar é um voo suicida
Que joga do céu para o chão

Um novo momento virá de surpresa
E vai acabar com a tristeza toda
Que mora no meu coração

Vai doer...
Vai sofrer, mas depois cura

Autoria: Lula Queiroga
Editora: Humaitá

Partitura

05 Que Pena, Que Pena

Ah que pena! ah que pena!
Ah que pena! ah que pena!

Só me encontrei no teu paladar
Ja estava em suas mãos , e eu nem notava
O tempo todo eu querendo mais e mais
Me entrego então para amar assim

Ah que pena! ah que pena!
Ah que pena! ah que pena!

Não te largo mais
Vc nem abusou de mim, prazer tanto faz
Se o que era bom ficou melhor pra nós assim
Deixa de dendê ômenina, que eu te levo pro samba
Vou te dar meu colo, mas se não quiser eu canto

Ah que pena! ah que pena!
Ah que pena! ah que pena!

Vou te achar pela lagoa
E pedalar no teu destino à toa
Quero me entregar de novo…
Pra mergulhar e respirar só no teu corpo

Me pendurei no teu paladar
Deu vontade, deu tesão
E você passava e gostava
O tempo todo e eu querendo sempre mais
E tanto faz se a gente gosta assim

Ah que pena! ah que pena!
Ah que pena! ah que pena!

Autoria: Mart'nália / Mombaça / Ronaldo Barcellos
Editora: Gegê Edições Musicais (Brasil e América do Sul)/Preta Music (Resto do Mundo)/ EMI/ Papacusapa (Sony Music)

Partitura

06 Não Tente Compreender

Quero te ver
Quero dizer
Que eu te quero
Que posso escolher
Esse lugar, se estou aqui
É porque sei também posso seguir

Não tente compreender
Onde a gente se perdeu
Melhor não ter a certeza
Do que sentir saudade

Ta tudo bom /bem
O amor é um dom
Uma semente jogada no chão
É só regar para colher
Todo cuidado com o tempo dá

Não tente compreender
Pra não confundir
Melhor não ter a certeza
Não deixe o coração partir

Autoria: Marisa Monte / Dadi
Editora: EMI / Universal Publishing MGB

Partitura

07 Itinerário

Onde vc foi que eu não vi
Te procurei pra ver comigo
O sol se por no leblon
Queria tanto te rever
Você não sabe o quanto

Eu vou esperar a hora "h"
No rio é muito fácil de achar um cenário
Basta você aparecer
Que eu mudo o meu itinerário

Eu vou atrás de você
Não importa aonde for
Da minha estória
Eu sempre preferi ser o autor

Não vou desistir, não vou não!
Você tá num doce danado
Mas não disse não
Não vou desistir, não vou não!
Assim de mansinho
Eu chego no seu coração

Autoria: Max Vianna
Editora: Wanner Chappel

Partitura

08 Reversos da Vida

Um homem chorando
Amores desfeitos
As flores murchando
Só mágoas no peito
Um povo sem brio
A mão que não cria
Um corpo no cio
e a cama vazia
Um jovem sabendo
de um mal já sem cura
Mil bocas dizendo
blasfêmias, perjuras
Memórias perdidas
Nigéria sofrida
Um corte nos versos
Reversos da vida

Autoria: Martinho da Vila
Editora: Univarsal Pub. / Warner Chappell

Partitura

09 Serei Eu?

Cada amor, uma aventura
Um desejo não tem cura
E nem tem dono o sentimento
Minha voz envolve a sua
Quero só mudar os ventos
Para esse amor oxigênio
Que alegra o sol de minha alma
Vem devagar, perdendo o medo
Quantas ruas, quantas portas
Vão se abrir na caminhada?
Era a lua e no sorriso dela, nossa vida

Serei eu a sua estrada?

Doce sonho que me encanta
Tanto amor ninguém escolhe
Se corre o tempo e nada alcança
Distraiu, a gente morre…
Quase que eu me entrego agora
Antecipando a despedida
Horizonte em cordilheiras
Céu nos olhos, serpentina
Dia e noite, o tempo inteiro
E eu pensando poesia
Era a lua e no sorriso dela, agora nossa vida

Serei eu a sua estrada, serei eu?

Autoria: Ivan Lins / Mart'nália / Zélia Duncan
Editora: Som Livre / Gegê Edições Musicais (Brasil e América do Sul) / preta Music (Resto do Mundo) / Duncan Edições Musicais (DC Consultoria)

Partitura

10 Eu Te Ofereço

Eu te ofereço facilidades,
Liberdades que o amor não traz
Pagas um preço pela amizade
Que te permite muito mais

Dou como exemplo o desapego
Que eu prometo te garantir
Fora do templo do meu sossego
As horas vagas por aí

Longas férias se por acaso
Por motivo de um novo caso
Te encontrares longe de mim

E nos bares que tu frequentes
Sirvam outros cachorros quentes /refrigerantes
Que não comeste/bebeste por aqui

Quando voltares ao nosso temple
Nossas deusas te acolherão
Nos seus altares, felicidades
Novos prazeres sempre a mão

Autoria: Gilberto Gil
Editora: Gegê Edições Musicais (Brasil e América do Sul) / Preta Music (Resto do Mundo)

Partitura

11 Os Sinais

No que me lembro de você
Finjo entender os seus sinais
E a vida pode parecer
Ser com você ou nada mais

E lá no fundo do meu coração
Minha alegria ressurgia
Ninguém queria a solidão
A solidão, ninguém queria

Me trazes tudo do que sempre quis
Presentes numa lua clara
E a sensação de estar feliz
E estar feliz a nada se compara

E a sensação de estar feliz
E estar feliz a nada se compara

Autoria: Junior Almeida
Editora: Dubas Musica

Partitura

12 Demorou

Demorou, mas veio
Quem renasceu fui eu
Coração tá cheio
Esplendor dos mistérios de deus

Demorou, mas vinha
Muita gente não creu
Ela agora é minha
Sempre creio e essa fé me valeu

Outros podem ter visto também
E percebido o imenso valor
Mas só se deu para mim mais ninguém
Tem que saber esperar pelo amor

Autoria: Caetano Veloso
Editora: Uns Produções (Warner Chappell)

Partitura

13 Zero Muito

Você não precisa achar que me fere, corresponder
Nunca pedi isso eu nunca esperei
Doce a dor essa vida, grande mistério pra resolver
Sonho é dom
É a vista que os olhos cegos conseguem ver

Fazer do zero, muito
Luz no céu escuro
Fruto sem pé, maduro
Pra gente comer

Você não devia achar que me deve, obedecer
Não sou juiz não existe essa lei
É muito mais simples nada tão sério
Mas o que eu vou fazer?
Você não curte, o que eu curto
O mesmo sexo, outro prazer

Um zero a zero, nulo
Não dá pé, nem futuro
Templo sem fé, um muro pra se esconder

Mas acontece que o amor
Não tem razão sua raiz
É uma nação sem ser lugar
Não tem noção: o que ele diz?

Não há balcão pra se comprar
Se começou, quem quer o fim?
A sua cor tem o luar
Que o por-do-sol deixou luzir

A imensidão que tem o mar
A explosão de um céu azul
A dimensão solta do ar
A invenção que existe em mim
Que é você

Autoria: Nando Reis
Editora: Warner Chappell

Partitura

14 Vai Saber

Não vá pensando que determinou
Sobre quem só o amor pode saber
Só porque disse quem não me quer
Não quer dizer que não vai querer

Pois tudo que se sabe do amor
É que ele gosta muito de mudar
E pode aparecer onde ninguém ousaria supor

Só porque disse que de mim não pode gostar
Não quer dizer que não tenha do que duvidar
Pensando bem pode mesmo chegar a se arrepender
E pode ser então que seja tarde demais
Vai saber…

Não vá pensando que determinou
Sobre quem só o amor pode saber
Só porque disse quem não me quer
Não quer dizer que não vai querer

Pois tudo que se sabe do amor
É que ele gosta muito de se dar
E pode aparecer onde ninguém ousaria se por

Só porque disse que de mim não pode gostar
Não quer dizer que não venha reconsiderar
Pensando bem pode mesmo chegar a se arrepender
E pode ser então que seja tarde demais
Vai saber…

Autoria: Adriana Calcanhotto
Editora: Minha Musica (Universal Publishing)

Partitura

Vídeo Mais Recente